Ao navegar neste site está a dar o seu acordo às Condições Gerais de Utilização e à Política de Privacidade e Proteção de Dados Pessoais. Leia-as atentamente.
MyFidelidade App
Quero ligar
217 948 800
Dias úteis das 8h às 23h e sábados das 8h às 20h.
Agendar contacto
Por favor preencha corretamente os campos assinalados
Declaro que li e aceito a Política de Proteção de Dados
Ou ligue para o numero 217 948 800 nos dias úteis das 8h às 23h e sábados das 8h às 20h
Quero Falar com
um agente
ficou com dúvidas?
envie-nos um email
fidelidade informações legais

INFORMAÇÕES LEGAIS E OUTRAS

POLÍTICA DE TRATAMENTO

Informações Legais — Política de tratamento | Fidelidade

​Regulamento da política de tratamento da Fidelidade - Companhia de Seguros, S.A. no quadro do seu relacionamento com os tomadores de seguros, segurados, beneficiários ou terceiros lesados.​

Artigo 1º

ÂMBITO


  1. O presente Regulamento consagra os princípios adoptados pela Fidelidade - Companhia de Seguros, S.A., doravante Companhia, no quadro do seu relacionamento com os tomadores de seguros, segurados, beneficiários ou terceiros lesados.
  2. Os princípios constantes do presente Regulamento reflectem a visão e os valores da Companhia, traduzindo o comportamento esperado de todos os seus colaboradores, incluindo os colaboradores dos canais de distribuição utilizados e os de todos aqueles que, em nome da Empresa de Seguros, prestem serviços aos tomadores de seguros, segurados, beneficiários ou terceiros lesados.​

Artigo 2º

EQUIDADE, DILIGÊNCIA E TRANSPARÊNCIA

 

Os colaboradores devem contribuir para que seja assegurado a todos os tomadores de seguros, segurados, beneficiários ou terceiros lesados um tratamento equitativo, diligente e transparente, em respeito pelos seus direitos.

  

Artigo 3º

INFORMAÇÃO E ESCLARECIMENTO

 

Os colaboradores devem, no exercício das suas funções, assegurar aos tomadores de seguros, segurados, beneficiários ou terceiros lesados, atendendo ao respectivo perfil e à natureza e complexidade da situação, a prestação das informações legalmente previstas e o esclarecimento adequado à tomada de uma decisão fundamentada.​

Artigo 4º

DADOS PESSOAIS

 

O tratamento, efectuado com ou sem meios automatizados, dos dados pessoais dos tomadores de seguros, segurados, beneficiários ou terceiros lesados, deve ser feito em estrita observância das normas legais aplicáveis e das regras de segurança, de carácter técnico e organizativo, adequadas ao risco que o tratamento dos dados apresenta.

 

 

Artigo 5º

PREVENÇÃO E GESTÃO DE CONFLITOS DE INTERESSE

 

  1. Os colaboradores devem revelar à Companhia todas as situações que possam gerar conflitos de interesses, abstendo-se de intervir em tais situações.
  2. Considera-se existir conflito de interesse sempre que os colaboradores sejam directa ou indirectamente interessados na situação ou no processo em curso, ou o sejam os seus cônjuges, parentes ou afins em 1º grau, ou ainda sociedades ou outros entes colectivos em que directa ou indirectamente participem.

 

 

Artigo 6º

CELERIDADE E EFICIÊNCIA

 

Os colaboradores devem desempenhar as funções ou tarefas que lhes caibam, com rigor e qualidade, com vista a uma gestão célere e eficiente dos processos relativos a tomadores de seguros, segurados, beneficiários ou terceiros lesados, designadamente em matéria de sinistros e de reclamações.

 

Artigo 7º

QUALIFICAÇÃO ADEQUADA

 

A Companhia assegura a qualificação adequada dos seus colaboradores, nomeadamente dos colaboradores que contactam directamente com os tomadores de seguros, segurados, beneficiários ou terceiros lesados, no sentido de garantir a qualidade do atendimento, presencial e não presencial.

 

 

Artigo 8º

POLÍTICA ANTI-FRAUDE

 

  1. A Companhia tem implementada uma política de prevenção, detecção e reporte de práticas de fraude contra os seguros, e prestará aos tomadores de seguros, segurados, beneficiários ou terceiros lesados, quando solicitado, a informação genérica que sobre a mesma considerar relevante.
  2. A Companhia pode adoptar mecanismos de cooperação com outras Empresas de Seguros, nomeadamente no seio da Associação Portuguesa de Seguradores, com vista à prevenção, detecção ou reporte de suspeitas de fraude.

 

 

Artigo 9º

CUMPRIMENTO DA POLÍTICA DE TRATAMENTO

 

 A Companhia assegura a necessária divulgação e explicitação das regras contidas no presente Regulamento, de modo a garantir o seu cumprimento. 

 

 

Artigo 10º

REPORTE INTERNO DA POLÍTICA DE TRATAMENTO

 

A Companhia, através do sistema de gestão do risco e controle interno, assegura os mecanismos de reporte e monitorização do cumprimento da política de tratamento.​