FBPixel
Ao navegar neste site está a dar o seu acordo às Condições Gerais de Utilização e à Política de Privacidade e Proteção de Dados Pessoais. Leia-as atentamente.
MyFidelidade App

O que eu devia saber

Poupança

Para que servem os seguros de capitalização?

Para que servem os seguros de capitalização?
 
Os seguros de capitalização têm sido uma solução procurada pelas famílias como alternativa aos produtos bancários para poupanças a curto e médio prazo.
 
Com entregas únicas ou programadas continuam a ser soluções alternativas para quem pretende poupar a médio prazo para atingir objetivos como, realizar uma viagem de sonho ou garantir o futuro dos seus filhos.
 
Estes seguros são adequados para quem pretenda capital e rendimento mínimo garantidos e não tenha qualquer risco.
 
Os PPR´s (Planos Poupança Reforma) são as soluções de poupança a longo prazo que têm como objetivo garantir um rendimento adicional na sua reforma.
 
A Fidelidade tem produtos de capitalização com prazos mínimos de 5 anos e 1 dia que garantem capital e rendimento, não têm comissões de subscrição e as comissões de resgate são estabelecidas em função do ano de vigência do contrato em que o resgate é efetuado.
 

 

Qual o melhor produto financeiro para si?

 

Para saber o produto que melhor se adequa aos seus objetivos deve ter em conta:

 
  • Definir o objetivo da poupança (reforma, educação, viagem, outros);
  •  
  • Definir o prazo da poupança (curto, médio ou longo prazo) / definir o prazo que está disposto a imobilizar a poupança;
  •  
  •  Perceber as condições de liquidez do produto: há produtos em que apesar de ter capital e rendimento garantido, em caso de resgate pode haver risco de perda de parte dos valores investidos;
  •  
  • Definir qual o montante que está disponível a investir;
  •  
  • Definir a periodicidade da entrega (única ou periódica);
  •  
  • Identificar o seu perfil de risco (conservador, dinâmico, outro);
  •  
  • Saber qual a perspetiva de rendimento anual;
  •  
  • Conhecer as comissões de subscrição, de gestão e de resgate do seguro capitalização;
  •  
  • ​ Saber os benefícios fiscais associados.
 

Em 2015 passou a ser permitido aos contribuintes, abater 20% do dinheiro depositado em Planos Poupança Reforma, até um teto máximo de 400 euros. O valor a descontar é calculado através do rendimento coletável, juntando-se às despesas de educação, saúde ou encargos com imóveis na classificação de despesas gerais. 

 

O valor máximo é apenas para os contribuintes com menos de 35 anos e com um investimento de pelo menos 2.000 euros num PPR até ao final do ano. Para quem tem entre 35 e 50 anos, o benefício pode chegar aos 350 euros e para quem tiver mais de 50 anos, o desconto máximo será de 300 euros.

 

Para saber mais clique aqui.